segunda-feira, 8 de novembro de 2010

"Andando na luz"




"Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado".I João 1.7

. Andar na luz é viver segundo a revelação da Palavra de Deus.
(Sl.119.105)Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.

Enoque andou com Deus

“Andou Enoque com Deus; e, depois que gerou a Metusalém, viveu trezentos anos; e teve filhos e filhas. 23 Todos os dias de Enoque foram trezentos e sessenta e cinco anos. 24 Andou Enoque com Deus e já não era, porque Deus o tomou para si”. Gn 5.22-24,

1. AS CIRCUNSTÂNCIAS DO SEU ANDAR

- Não se associava com os ímpios daquela época
- Desviava-se das coisas perversas, do homem mal”.
- Foi um homem com responsabilidade familiar.
- Reconheceu que o filho dado por Deus, era uma bênção, “herança do Senhor”.

2. AS CONDIÇÕES NECESSÁRIAS PARA ANDAR COM DEUS

Fé- “Pela fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte; não foi achado, porque Deus o trasladara. Pois, antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus”. Hb 11.5. A fé foi a característica básica da vida de Enoque. Como é que podemos andar com um companheiro invisível, a não ser por fé? A palavra “fé” é “pistiv” – (pistis) no grego e nos dá a idéia de “convicção”, “fidelidade”, “confiança”. Enoque tinha confiança em Deus.

Obediência - Para que haja uma verdadeira harmonia entre Deus e o homem, é necessário que o homem esteja de acordo com os princípios ordenados por Deus em sua Santa Palavra. Rm.12.2, “Porque a vontade de Deus é boa agradável e perfeita.Ex: Abraão e Isaque.

Humildade - Deus não mantém relacionamento com quem é soberbo, orgulhoso, mas tem prazer em conviver com o humilde, (Sl 139.6) “O SENHOR é excelso, contudo, atenta para os humildes; os soberbos, ele os conhece de longe”.Ex: A serva de Naamã(2 Reis 5.)

Comunhão -“Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade.” Ter comunhão com Deus significa andar de acordo com o caráter de Deus.Ex:Daniel

3. AS CONSEQUÊNCIAS DO SEU ANDAR COM DEUS

- Ele aprendeu a vontade de Deus, e assim soube profetizar. Um profeta de Deus somente tem condições para exercer o ministério profético se conseguir captar a vontade de Deus, caso contrário será um profeta que exporá apenas suas próprias palavras e as visões do coração. Jr 23:16, “Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Não deis ouvidos às palavras dos profetas que entre vós profetizam e vos enchem de vãs esperanças; falam as visões do seu coração, não o que vem da boca do SENHOR”.
- Deus o tomou para si. Enoque alcançou o favor de Deus. (Hb 11.5,)

O apóstolo Paulo em sua carta aos Efésios 5.9 nos fala acerca, do fruto da luz: “porque o fruto da luz consiste em toda bondade, justiça, e verdade”. Três grandes virtudes a serem cultivadas pelos cristãos:

BONDADE: Por causa do pecado em nós, a bondade não é algo que “brota” naturalmente. Por isso ela precisa ser cultivada, precisamos nos exercitar. Ao cultivarmos a bondade perceberemos que ela traz consigo outras virtudes agradáveis e desejáveis para a vida: o respeito, a paciência, o carinho, o amor, a compreensão, etc.

JUSTIÇA: Como filhos da luz, somos exortados a praticar a justiça.E isto só é possível porque Deus nos fez “filhos da luz” e derramou em nós o seu amor.(Sl.89.1)
justiça e juízo são a base do seu trono.

VERDADE – A bíblia nos fala acerca de Adão e Eva. Apesar de terem tido o privilégio de andarem na presença do SENHOR e de conversar diariamente com o Criador, eles foram enganados pelo “pai da mentira”.
.É bem fácil entrarmos pelo mesmo caminho.A mentira por mais bem intencionada gera pecado .
. Nem sempre é fácil ser transparente, sincero e verdadeiro. Mas sempre que agirmos na verdade, estaremos no caminho certo. Mesmo que a nossa verdade signifique confessar nossos erros e fraquezas. A verdade pode ser dolorosa, mas é o caminho mais curto para resolver aos problemas. Vai-se direto ao ponto, enquanto que a mentira nos conduz por um caminho aparentemente agradável, mas depois sempre traz sérios prejuízos para a nossa vida.
. Com a queda de Adão, o pecado entrou no mundo. No entanto, se cumprirmos as condições estabelecidas por Deus, seremos purificados de todo pecado.

A bíblia diz: (Rm 13.12) “A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz”.

JESUS É A LUZ DO MUNDO!!!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Jesus o "Principe da Paz"


"Uma das profecias de Isaías acerca do Messias assim O identifica: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Do aumento do seu governo e da paz não haverá fim” (Is 9:6,7b).
Jesus é o Príncipe da paz, que veio para derrubar todo muro de separação e reconciliar o homem com Deus, Deus com o homem, o homem com o homem e este consigo mesmo. Depois de estar por três anos e meio com os Seus discípulos, na noite em que foi traído, e a apenas horas da Sua morte expiatória, Ele fez o seu testamento:
* Seu espírito entregou ao Pai;* Seu corpo foi entregue a José de Arimatéia para ter um sepultamento decente;* Suas vestes passaram às mãos dos soldados;* Sua mãe Ele confiou ao cuidado de João.
Mas qual a parte que tocaria no testamento aos Seus discípulos, que tudo deixaram para segui-lo? Não tinha bens materiais, nem propriedades, nem prata ou ouro, mas deixou-lhes o que era infinitamente melhor: Sua paz. Naquela noite de despedida Ele estava dizendo: “Vou deixar-vos dentro de poucas horas. Minha presença física partirá. Todavia dou-lhes o melhor legado: minha paz, como eterna possessão. Dou-lhes tranqüilidade de alma, felicidade ininterrupta de mente, amizade eternal com Deus, como Eu desfruto. Dou-lhes esta bênção como meu último e melhor legado, que será garantido por minha morte.”
Como um Pai que no leito da morte dá porções aos filhos, Jesus lhes deu Sua paz no momento da despedida. E que porção digna e rica!
“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” (Jo 14:27).
Jesus deixou a Sua paz com os discípulos. Esta é uma declaração e publicação da paz que Ele faria pelo seu sangue, como está escrito: “E, havendo por Ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus” (Cl 1:20).
O caminho da paz passa, portanto, pela cruz. Ao morreu pelos nossos pecados, Jesus lidando com a causa de nossas paredes de separação e abrindo o caminho da reconciliação em todos os níveis. Ele mesmo era o caminho para a a nossa paz.
“Minha paz vos dou!”
Aquela paz que só Eu posso transmitir. Paz, que Eu sou.
“Não como o mundo a dá”
* Não a falsa paz das coisas perseguidas normalmente pelos homens: prazer, fama e riqueza. Estas coisas geram preocupação, ansiedade e remorso. Elas não satisfazem os desejos da alma imortal, nem são capazes de alcançar aquela paz pela qual o eu mais profundo suspira.
• Não a paz como os homens do mundo dão. Eles se cumprimentam com palavras e gestos de paz, porém são palavras vazias; professam amizade, dão apertos de mão, beijos e abraços que não traduzem paz, porquanto são meramente formais, freqüentemente insinceros.
• Não como os sistemas de filosofia e falsas religiões dão. Eles professam a paz, mas ela não é real. Tais sistemas filosóficos e religiões não passam de falsos paliativos. Não tranqüilizam a voz da consciência culpada; não removem o pecado, origem da ausência da paz; não reconciliam o espírito com Deus.
Minha paz é tal que satisfará todos os anseios da vossa alma; silenciará os alarmes da consciência. Permanecerá sempre, mesmo em meio a todas as mudanças e tempestades. Não vos deixará nem na hora da vossa morte, porque sou Eu mesmo, o Príncipe da Paz, Quem vo-la dá - a minha paz. E por que só agora vo-la prometo? Porque estou a caminho da morte que vos garantirá a redenção do pecado e suas maléficas conseqüências.

domingo, 17 de maio de 2009

Salmo-122

1-ALEGREI-ME quando me disseram: Vamos à casa do SENHOR.
2-Os nossos pés estão dentro das tuas portas, ó Jerusalém.
3-Jerusalém está edificada como uma cidade que é compacta.
4-Onde sobem as tribos, as tribos do SENHOR, até ao testemunho de Israel, para darem graças ao nome do SENHOR.
5-Pois ali estão os tronos do juízo, os tronos da casa de Davi.
6-Orai pela paz de Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam.
7-Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios.
8-Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Paz esteja em ti.
9-Por causa da casa do SENHOR nosso Deus, buscarei o teu bem.